Posted by: bikeanjobr | 10/04/2013

Comece a pedalar em três etapas!

Produzimos os banners abaixo que mostram as dicas principais necessárias para começar a pedalar! Esses banners estão sendo usados em nossas oficinas e EBAs.

Confira e veja mais dicas AQUI.

Screen-Shot-2013-02-21-at-02.57.29 Screen-Shot-2013-02-21-at-02.54.29 Screen-Shot-2013-02-21-at-02.54.39

 

 

Advertisements

Responses

  1. Opa! Banners assim são legais. Informativos resumidos (e visuais!) que contemplem procedimentos adequados na condução corriqueira da bicicleta são uma, hum, mão na roda, principalmente para novatos, que precisam reforçar a memória desses procedimentos.

    Mas, “treinando” a boa e correta prática nessas duas semanas de pedaladas, após duas longas décadas longe do pedal, ainda me restam algumas dúvidas não sanadas. Por exemplo:

    – conversão, de uma via de mão dupla, para a esquerda (também de mão dupla ou não): dirigindo um veículo motorizado, é natural posicioná-lo no meio do cruzamento, esperar pela ausência de fluxo e então fazer a conversão, mas de bicicleta, quando há trânsito intenso… não é lá muito seguro “forçar” esse posicionamento, não é mesmo? Sim, a figura “faça as curvas com segurança” indica a melhor solução, mas… Mas isso me levou à tal dúvida: se e quando devemos DESMONTAR-MONTAR da bicicleta durante toda essa operação. O que me leva a uma segunda dúvida:

    – contramão, em relação ao “Planeje seu caminho”: quando planejamos caminhos alternativos às vias principais, é comum descobrirmos rotas, hum, otimizadas, através de ruas de pouco trânsito, aclive, etc., mas que podem ser de mão única, somente transpostas na contramão. E aí?

    E aí vocês já devem estar pensando: “Ah, aí é procurar pelo em ovo, é só usar o velho e bom senso e ser feliz.”

    E aí eu logo respondo: “Olha, se vocês acham que estou sendo muito rigoroso e pedante pedindo um be-a-bá que esgote tintim por tintim o que se deve fazer a cada instantezinho das manobras, entendam que não é só para reforçar a minha memória de principiante, mas também enfatizar na memória daqueles que observam meu comportamento com a bike, para mostrar aos pedestres, motorizados e não motorizados, que é assim que se deve fazer, tá?” Aquela coisa batida de dar o exemplo, vocês sabem.

    Isso de sinalizar, por exemplo. Vi em vários sítios da internet essa recomendação, mas apenas “escrito”, inclusive no Código de Trânsito (acho), e também em alguns vídeos, mas coisa de relance, sem que fossem o foco principal. E finalmente aqui um banner mostrando especificamente COMO! Pronto, resolvido.

    Sim, já corri todos os links de vocês na página de dicas. O Vá de Bike, entre outros, há dias se encontra nos meus favoritos. Só que em duas semanas pesquisando… Eis então meu testemunho dessas duas semanas pesquisando: muita informação, mas pouca organização, pouca concentração e pouca padronização (como, aliás, é da natureza da internet). E estes banners (informação visual, de apreensão cognitiva rápida, não só pra um punhado de gente bacana, mas pro “ciclista desconhecido”, pros “milhares” deles, e pros milhares que os observam, ciclistas potenciais ou não) foram, hum, matadores!

    Enfim, manifestação (longa demais, eu sei) dada.

    Ah, claro, duas sugestõeszinhas: 1) aumentem a resolução da imagem dos banners, o tipo e o tamanho de algumas letras estão próximos do ilegível (a que descreve os equipamentos de segurança então…), mesmo no zoom; 2) no segundo banner, em que se mostra que o ciclista deve pedalar na mão certa da via, acho que é melhor posicionar (hum, melhor ainda, duplicar) a imagem do ciclista à direita do carro.

    • Uau Cícero!

      Realmente, manifestação longa, mas de ótimo teor!! =D
      Obrigado!!

      E fica o convite para você também se juntar a nós: bikeanjo.com.br/novobikeanjo

      Abraços,

      JP – Bike Anjo

      • Opa(2)! Não, JP, obrigado, mas… ainda não posso aceitar o convite. Porque ainda estou na fase do “aprendiz de si mesmo”, colecionando bons exemplos, descartando os maus, etc. Além do mais, ainda estou em meio a uma acirrada luta pessoal contra a falta de fôlego (leia-se, fumante inveterado, de muitos anos). Então, a fase seguinte, de dar exemplo, e com segurança (em todos os sentidos), é mais pra frente, bem mais pra frente.

        E antes tenho que fazer visitinha pra vocês lá na Praça dos Arcos, o que ainda não ocorreu. Último domingo do mês, né? E…

        Opa(3)!, já ia passando batido: ô, JP, você não sanou minhas dúvidas. E não é de supor que muita gente teriam as mesmas? Tô de olho, viu? rs.

        Enfim, outro abraço.

      • all I’ve wanted to do was write. After 2 years of writing block i could give a crap if anyone puts me in a niche, thinks I’m a niche writer or any such thing. A complete sentence out of my hands is the only thing I ask. But, Neil = good for you! Write as if the niche do8en&#s217;t exist.

  2. Quero aprender a andar de bike. Moro no Ipiranga – sp, como, onde e com quem marcar aula.

  3. Gente, adorei a iniciativa, o site e as dicas! Faço minhas as palavras do Cícero. Um relato bem objetivo que expôs todas as minhas questões. Eu estava me achando muito chata pois tenho reclamado com os ciclistas que não respeitam a sinalização e a mão da via aqui no centro do Rio de Janeiro. Mesmo passando devagar por um sinal fechado, o ciclista desrespeita o pedestre. Lamento que muita gente ache – talvez por andar de bicicleta ser uma coisa que fazemos desde crianças – que é só sair pedalando e só os veículos motorizados precisam obedecer as normas de trânsito.
    Em breve vou requisitar um anjo para me ajudar a perder o medo de pedalar fora da ciclovia.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: