Posted by: bikeanjobr | 10/07/2013

De Bike ao Trabalho – Projeto Banco Mundial e Bike Anjo

Imagine se a sua empresa investisse em segurança e educação para você ir de bicicleta ao trabalho? Agora imagine se várias empresas fizessem isso juntas? Essa é a proposta do Banco Mundial junto com o Bike Anjo para um grupo de empresas que somam em mais de 10 mil funcionários na região da Berrini, Zona Sul de São Paulo/SP.

O Projeto Piloto de Mobilidade Corporativa CENU-WTC foi criado pelo Banco Mundial com a intenção de buscar soluções conjuntas em mobilidade urbana para um complexo de empresas nas torres CENU e WTC, na região da Berrini, Zona Sul de São Paulo/SP. Dentre os parceiros do projeto está o Bike Anjo, que atuou desde o começo para estimular as empresas e funcionários a pensarem na bicicleta como uma opção para o deslocamento ao trabalho.

Como incentivar as empresas a promoverem a cultura da bicicleta?

Para estimular ainda mais o uso da bicicleta com essas empresas, o Banco Mundial e o Bike Anjo formaram uma rede de funcionários engajados no uso da bicicleta ao trabalho (“Bikes at Work – Berrini”). Para formar essa rede foram realizadas duas atividades:

1- Workshop “Usando a bicicleta na cidade”: um encontro para discutir histórias, experiências, desafios e soluções para o uso da bicicleta na cidade e em especial nas redondezas da região da Berrini.

2- Bicicletada Conexão Berrini: uma pedalada com funcionários e parentes do CENU e WTC para mostrar na prática que é possível usar a bicicleta na cidade e que, além disso, é possível conhecer uma outra cidade em cima da bicicleta!

Veja o vídeo do projeto do Banco Mundial e Bike Anjo:

E desse projeto saíram resultados incríveis:

1- Cartilha “Bem-vindo ao mundo da bicicleta”

ISSUU - Cartilha Bike Anjo

2- Facilitação gráfica dos resultados do Workshop “Usando a bicicleta na cidade”

PREZI - Facilitação Gráfica

3- Fotos da Bicicletada Conexão Berrini
Obs.:
Clique nas duas imagens abaixo para ver as galerias de fotos

Galeria de fotos 1Galeria de fotos 2

Afinal, por que incentivar o uso da bicicleta ao trabalho?

Incentivar o uso da bicicleta no trabalho não significa colocar as pessoas em risco, mas sim uma medida de prevenção para que os funcionários pedalem de forma correta e de educação no trânsito. Além disso, promover a bicicleta ao trabalho:

  • É DIVERTIDO: o funcionário conhece outras pessoas, se sente motivado e chega mais animado no trabalho
  • É SAUDÁVEL: o funcionário deixa o sedentarismo de lado, fica mais alerta e fica mais produtivo porque não se estressa com o trânsito ;-)
  • É SUSTENTÁVEL: pedalar não polui, reduz os congestionamentos e economiza dinheiro

Faça sua parte e comece a promover a bicicleta no seu trabalho! E precisando de ajuda, CHAME UM BIKE ANJO! 0=D

Saiba mais:

» Projeto Piloto de Mobilidade Corporativa CENU-WTC

» Blog Banco Mundial: “Qual é o segredo que pode mudar o mundo?”

» Você trabalha na Berrini? Junte-se a rede “Bikes at Work – Berrini” (grupo no Facebook)

» Conheça a campanha De Bike ao Trabalho do Bike Anjo

0=D

Advertisements

Responses

  1. Caros, parabenizo de montão pelo projeto e pela cartilha. Fantástico! Entretanto, gostaria de indicar uma ausência que, como pedaleiro, achei imperdoável: em momento algum, vocês mencionam de forma direta e objetiva, a responsabilidade do ciclista com relação às inúmeras imprudências que temos visto no trânsito. Como pedaleiro, eu fico com muita vergonha quando percebo que as pessoas estão sendo incentivadas a pedalar no trânsito como se nós vivêssemos numa Suécia ou numa Alemanha, onde todos (inclusive os ciclistas) estão acostumados às regras e não a levar vantagem. Infelizmente, o que eu tenho visto pelas ruas de são paulo é gente:
    a) Pedalando nas calçadas (inclusive descendo “na banguela”, e o pedestre que desvie!);
    b) Não respeitando semáforo;
    c) pedalando pela faixa da esquerda (a de maior velocidade);
    d) Aguardando o semáforo balizando em cima da faixa de pedestre (como se ela fosse uma área de treino de equilíbrio);

    Enfim… os exemplos se multiplicam.

    Aí, eu faço uma sugestão, aproveitando a excelente iniciativa que vocês fizeram: que tal uma cartilha No. 2, voltada para uma perspectiva de pedalada consciente? Indicando, não o genérico que está no CTB, mas o que os pedaleiros efetivamente fazem de imprudência no trânsito e que tem que ser evitado. Que tal? Acho que seria um super complemento.

    De verdade, sou pedaleiro, professor universitário e um baita estimulador do uso da bike como meio de transporte. Mas tenho ficado com muita vergonha de fazê-lo porque tenho visto que as pessoas estão muito egoistas (colocam-se sempre como vítimas) e irresponsáveis. Isso precisa mudar se os ciclistas querem mais respeito. Começa em casa.

    Afinal, como sempre falo: “Bike não é velotrol: é meio de transporte!”

    Abraços.

    • Olá Fred,

      Ficamos muito contente que tenha gostado do projeto!
      E mais ainda por receber essa importante avaliação.

      Apenas queríamos frisar que na página 7 da Cartilha nós falamos explicitamente na 2a dica para “não pedalar na calçada e respeitar a sinalização.”
      Faixa de pedestre entra dentro desse critério.

      Sobre pedalar na faixa da esquerda, nós não podemos afirmar isso pois tem casos em que a faixa da esquerda é de fato a mais segura (além de ser permitido por lei). Exemplo: um dos Bike Anjos, o JP, da Zona Oeste de São Paulo, tem que pedalar na faixa da esquerda da Rua Butantã porque as duas faixas da direita são exclusivas para ônibus que andam em alta velocidade e tem paradas de ônibus em todos os quarteirões. Para ele é mais seguro andar pela esquerda, inclusive porque tem menos conversões e os carros acabam andando pouco nessa faixa. Então infelizmente em uma cartilha resumida não dá para explicar todos esses detalhes, entende?

      De toda forma, para entrar nesse nível de detalhamento, esse projeto envolveu um workshop e uma aula prática de bike justamente para enfatizar essa pedalada consciente. Isso ajudou bastante para o entendimento dos ciclistas! Com certeza queremos fazer mais vezes!

      E por fim, não fique com vergonha não! Junte-se ao movimento pela pedalada consciente (adoramos o termo!) e propague seu conhecimento e experiência para que mais ciclistas saibam dos seus deveres e do respeito mútuo no trânsito!! E, claro, para isso, fica aqui o convite para se juntar ao Bike Anjo nessa missão: http://bikeanjo.com.br/novobikeanjo

      Obrigado mais uma vez!

      Abraços,

      Equipe Bike Anjo

  2. Boa tarde amigos, gostei bastante do projeto e quero participar. Como devo fazer como empresa? Com quem devo falar?
    Abs


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: