Bike Anjo no Niterói

Bike Anjo já atingiu terras fluminenses! O Felipe Aragonez, Bike Anjo de longa data, fez um relato muito bacana de sua experiência ao acompanhar o Glauston, Chefe da Divisão de Projetos da Nittrans (Niterói, Transporte e Trânsito). Vejam abaixo o relato completo.

Por Felipe Aragonez via Falanstérios

Falanstério 120 – Bici Anjo em Niterói

Hoje, (01/02/11) acompanhei o arquiteto Glauston Pinheiro, Chefe de Divisão de Projetos da Nittrans (Niterói, Transporte e Trânsito)no trajeto casa-trabalho de bicicleta.

Pedalando na orla de Niterói.Pedalando na orla de Niterói.

Glauston está fazendo um ótimo trabalho na Secretaria de Transportes de Niterói. Assumiu sozinho a responsabilidade de montar uma comissão de mobilidade urbana, principalmente no assunto Bicicleta. E colocou na raça uma excelente ciclofaixa na Estrada Fróes que liga dois bairros da cidade.

Ciclofaixa que liga dois bairros de Niterói.

Para saber mais, acesse o site da pesquisa da Diretoria de Planejamento, chamado de NitBikers.

Convenci o Glauston a ir pedalando para o trabalho. Andar de bicicleta em Niterói é muito fácil e gostoso, além do visual da Baía de Guanabara e da orla que é fantástico.

Ao fundo, o MAC, de Oscar Niemeyer.

A cidade é totalmente plana, com pequenos aclives, mas qualquer um com um mínimo de preparo consegue vencer os morros da cidade.

Glauston sempre vai de ônibus para o trabalho. O trajeto dura 20 minutos. Saímos de sua casa e fizemos um trajeto tranquilo, pelo calçadão de Icaraí, passamos pelo bairro do Ingá e logo já estávamos no Centro de cidade.

Três ciclistas no mesmo quadro.

Pedalamos pela Avenida Visconde do Rio Branco, que é mais movimentada e tem muito tráfego de ônibus. Foi o único momento mais complicado, pois um motorista de ônibus não esperou a gente passar pelo ponto e deu a clássica fechada nos ciclistas.

Esperando o semáforo abrir.

Depois fizemos a conversão para a direita e chegamos na Secretaria de Transportes. Um trajeto de 5km, percorrido em 20 minutos, com calma, sem pedalar rápido, conversando, não poluindo e fazendo bem para a saúde.

Chegando na Nittrans.

Glauston disse que gostou muito da experiência, não ficou cansado e chegou muito mais disposto para trabalhar.

4,5km em 20 minutos.

Niterói tem um potecial enorme para ter um planejamento cicloviário de primeira qualidade e muita coisa boa vem por aí. E 2011 com certeza será o ano das bicicletas na cidade fluminense.

O trajeto que fizemos pode ser visto aqui.


Pronto para trabalhar.
 
 
Segundo o Bike Anjo Felipe Aragonez, a volta foi ainda mais emocionante. Começou uma chuva forte, mas mesmo assim Glauston decidiu ir pedalando. Melhor decisão possível, pois as ruas estavam congestionadas de carro. “[Glauston] chegou todo molhado, porém feliz e drenado! Adorou e não para de agradecer o meui apoio”, diz Aragonez.

Obrigado Aragonez por colocar mais um ciclista na rua!

 

Receba as novidades

Fique por dentro de todas nossas novidades

Parceiros